E3 2017: Metro Exodus não terá mundo aberto

Após a divulgação do trailer de Metro Exodus durante a conferência da Microsoft na E3 2017, muitos fãs começaram a questionar se o jogo seria de mundo aberto, com Artyom a ter liberdade total para explorar e decidir os seus próximos passos.

Em entrevista ao site PCGamesN, Jon Bloch, produtor executivo do jogo, revelou que o jogo não vai se afastar aos seus moldes anteriores a se manter linear.

De acordo com ele, a ideia é ter uma franquia com áreas menores a interligarem-se com áreas abertas maiores, mas todas conectadas pela historia do jogo. Bloch afirmou que a historia irá conduzir o jogador as áreas não-lineares e áreas lineares.

Metro Exodus tem lançamento previsto para 2017 no PC, PlayStation 4 e Xbox One.


  • Ricardo Lampreia

    Por acaso até prefiro assim pois acho que a história irá beneficiar com isso. Nos mundos abertos acho que a história por norma fica lenta pois o normal é explorar tudo, o que quebra o ritmo e assim sendo mais fechado o espaço faz com que o jogador esteja sempre em andamento e a viver a história sem grandes pausas aumentando assim o seu impacto final no jogador. Além disso este tipo de jogos (tipo survival) acho que não ficam bem com espaços abertos já que o objectivo é provocar tensão no jogador e isso para mim só acontece em espaços mais fechados com constantes obstáculos.